• Ícone cinza LinkedIn
  • Facebook
Buscar

Impostos sobre o gasóleo e IVA dos restaurantes devem aumentar

Atualizado: 30 de Abr de 2019

Estudo da OCDE sobre Portugal diz que uma taxa mais baixa nos restaurantes é errada porque beneficia as famílias mais ricas e cria muito pouco emprego.



É uma luta antiga da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), mas que adquire agora novo fôlego por causa de decisões do atual governo em aliviar IVA nos serviços de restauração e catering. Não deve haver tantas isenções e taxas reduzidas e, por exemplo, o IVA devia ser mais elevado na restauração, recomenda a OCDE.

E não só: os impostos sobre o gasóleo e o gás natural "são baixos" pelo que também deviam aumentar, até por razões "ambientais", defende a mesma entidade, que aponta o dedo a Portugal pelo facto de "os transportes públicos serem muito menos usados do que noutros países da União Europeia".

Medidas deste tipo ajudariam Portugal a fazer "novos progressos na consolidação das finanças públicas" e "aumentar a resiliência do país face a choques" futuros, justifica a instituição. A ideia é "manter o ritmo gradual de consolidação orçamental" para fazer descer a dívida pública, cujo peso no produto interno bruto (PIB) continua a ser um dos mais altos do grupo da OCDE (mais de 30 economistas ditas "ricas").

4 visualizações